2º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO TRANSFORMOU FLORIANO-PI EM UM PÓLO CULTURAL

01/11/2011 - 15h29min
ampliar Cia. do Sol Cia. do Sol

De 25 a 29 de Outubro, Floriano sediou o maior Festival Nacional de Teatro do Piauí, durante o período foram apresentadas 26 peças teatrais, onde artistas de diversas regiões do Brasil puderam trocar experiência, uma vez que esse é o objetivo principal do evento.


O 2º Festival Nacional de Teatro fez com que Floriano ficasse bastante movimentada, pois, além dos participantes, atraiu turistas de diversas cidades e estados vizinhos que se encantaram com os espetáculos apresentados, tanto na rua quanto nos palcos.


Durante o Festival foi homenageado o dramaturgo piauiense Aci Campelo, que se emocionou por ter sido agraciado pela classe artística. “Quando recebemos uma homenagem da classe artística, caímos na glória, pois a classe não é de homenagear a sua própria classe. O Brasil está aprendendo a homenagear pessoas que estão vivas, fazendo as coisas acontecerem e isso é importante porque a pessoa estando viva é mais um motivo para que elas possam difundir a cultura com mais entusiasmo por causa dessa dignidade que lhe é dada, ainda mais vindo de um festival nacional com tanto talento junto de todo o Brasil”. Afirma o dramaturgo.


A Cia. do Sol do Rio de Janeiro/RJ teve a oportunidade de levar o espetáculo Profetas da Chuva, trabalho que iniciou sua pesquisa em 2007 e teve sua estréia em 2009 passando por diversos palcos cariocas e também por outros Estados, a atriz da companhia Clara Santhana, fala sobre a importância do 2º Festival Nacional de Teatro, “deu-me clareza de que a troca entre grupos, a união das pessoas e a cultura popular brasileira são fundamentais para a formação de um cidadão” continuando ela afirma que “a união faz a força. Este foi o festival onde tive mais oportunidade de trocas, de conhecer pessoas maravilhosas, artistas com questões super pertinentes que estão me fazendo pensar muito! E como diria Seu Mané, um gracioso sábio de 80 anos que conheci durante o Festival, na cidade de Barão de Grajaú, ‘Triste da pessoa que não pensa’! Enfim, tive a oportunidade de receber um banho de cultura, de alegria, de dedicação e só tenho a agradecer tanto a organização do Festival que nos recebeu tão bem, quanto a todos os grupos que participaram e contribuíram para que o Festival fosse tão belo, prazeroso e importante”.


Já para sua companheira de profissão, a Atriz formada pela UNIRIO, Paula Cavalcanti: “O Festival Nacional de Teatro de Pontos de Cultura de Floriano/PI, significou o encontro de artistas criadores de todas as regiões do Brasil, promovendo um intercâmbio cultural rico e essencial para discutir as questões de nosso país e do mundo, bem como da arte do teatro com uma diversidade enorme de estilos e linguagens”.


O diretor da peça teatral “O Curupira”, Ronaldo Ventura, relata um pouco o que foi o Festival, “foi tão grandioso que fica difícil defini-lo em poucas palavras, mas posso dizer: Trabalho em grupo, sorrisos na platéia, esforço em conjunto, dança, suor e aplausos. O que era o Piauí para nós todos que viemos de outros estados, antes do Festival? Uma tripinha de cor amarela no mapa-mundi da minha quinta-série. E hoje? Piauí é maior que o Brasil, pois o que vimos lá foi o trabalho que o governo do estado deveria estar fazendo há 500 anos, e não fez, e ainda não faz! Vimos a importância de cada ser humano, como ser humano. Que trabalha, que cria muros em cidades cenográficas, que transporta histórias, que honra sua própria origem. O que eu vi foi força! Não deve ser por acaso que o teatro da cidade está no edifício que era uma central de energia, e nem por acaso que leva o nome de uma guerreira, Maria Bonita”


E para finalizar a palhaça Sandra Cordeiro de São Luis do Maranhão, fala um pouco sobre a emoção em participar desse evento tão grandioso: “Primeiramente, fiquei muito feliz por ter sido selecionada. Perguntei-me e me respondi: ‘Foi Fulustreca quem me levou’. O convívio foi enriquecedor, a acolhida dos companheiros, o olhar de fora sugerindo arranjos nas cenas, o incentivos para seguir adiante é impagável. De norte a sul nos encontramos e trocamos experiências. A Equipe se mostrou incansável para proporcionar a todos uma boa acolhida.


O Evento foi realizado pelo Pontão de Cultura “Cultura Viva ao Alcance de Todos” e Grupo Escândalo Legalizado Teatro, com apoio do Ministério da Cultura, através da Secretaria da Cidadania Cultural - SCC e Fundação Nacional das Artes – FUNARTE, Programa BNB de Cultura, BNDES.

Wanderson Diego
Assessor de Imprensa e Comunicação
Pontão de Cultura “Cultura Viva ao Alcance de Todos”
Grupo Escândalo Legalizado de Teatro
Contatos: (89) 9913 6500/ 3522 0804

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

PARCEIROS



































Cultura Viva ao Alcance de Todos



  MURAL DE RECADOS:
17/03/2014 às 06:44 h
João Reis: Muito bom esse concurso!
15/03/2013 às 19:40 h
Carlos: Gyselle com certeza vai arrasar!
02/03/2013 às 06:26 h
Rafaell : Gospel Mix de Volta
02/03/2013 às 06:25 h
Magali: Cada os Dj's Xandão e Momo aonde eles se encontram??
02/03/2013 às 06:24 h
fernando: Gospel Mix de volta
Págs.: 1 2  3 

  Deixe seu recado: